Imprimir esta página

Balanço da gestão: CBT manteve o vigor e a qualidade de seus eventos e iniciativas, apesar da crise Destaque

Avalie este item
(1 Voto)

O engenheiro Werner Bilfinger encerra agora em dezembro a sua gestão à frente do Comitê Brasileiro de Túneis (CBT), deixando um legado muito positivo para a entidade.  A despeito da crise econômica dos últimos três anos, que afetou profundamente o setor de infraestrutura e o da construção civil, provocando uma redução expressiva do número de projetos e de obras de túneis, a atual gestão manteve a comunidade tuneleira unida e conseguiu promover eventos técnicos muito expressivos. Foram realizados mais de 20 eventos em dois anos. A instituição do Prêmio Prof. Figueiredo Ferraz e a criação do Tunnel Day foram outros destaques do período. Confira o artigo assinado por Werner Bilfinger, que faz um balanço da gestão.

“Um biênio complicado para o mercado de obras subterrâneas – assim como para a engenharia de forma geral. Foram dois anos de um setor praticamente estagnado. Felizmente, no entanto, o trabalho no Comitê Brasileiro de Túneis não parou e produziu bons resultados neste período.

Entre 2017 e 2018, foram mais de 20 eventos realizados, entre congressos, seminários, workshops e palestras. Os temas abordados foram os mais diversos. De concreto projetado ao risco em obras subterrâneas, das práticas contratuais à escavação com tuneladoras, além da construção de túneis convencionais e mecanizados, cases de obras, novas tecnologias e muitos outros. Importante destacar também os já tradicionais Ecos do WTC e 4º Congresso Brasileiro de Túneis.

Uma das iniciativas mais felizes desta gestão foi a realização do Tunnel Day. Trata-se de uma ideia que já vinha sendo amadurecida há algum tempo. Queríamos homenagear Santa Bárbara, a padroeira dos mineiros e tuneleiros, com um evento técnico que reunisse a comunidade para debater, num formato diferente, de forma mais livre e informal, as opiniões e análises sobre algumas das questões técnicas mais relevantes para a comunidade tuneleira. E deu certo! A segunda edição do Tunnel Day, realizada em 4 de dezembro, mostrou que o evento tem vida própria e já conquistou a atenção do meio acadêmico, das empresas e todos os que atuam nesse nosso segmento. 

Outro destaque foi a instituição do Prêmio Prof. Figueiredo Ferraz, concedido ao melhor trabalho de conclusão de curso ou de iniciação científica na área de túneis. O objetivo do prêmio é estimular a produção de trabalhos sobre o assunto, despertando cada vez mais o interesse dos jovens para as obras subterrâneas. 

Em 2018 foram anunciados os vencedores da segunda edição do Prêmio – o trabalho Comparação do Desempenho dos Métodos Construtivos dos Túneis NATM e TBM com Base nos Deslocamentos Provocados, dos autores Beatriz Marcílio Guerrero, Caroline Sueko Gregorio Ogura, Ellen Thiemy Ishiko e Gabriel Correia Brizola de Oliveira e do orientador Marco Rosatti.

O I Seminário de Práticas Contratuais para Túneis, realizado em Brasília em setembro de 2018, foi outra importante realização desta Diretoria. Foi uma oportunidade ímpar de reunir diversos lados envolvidos na obra subterrânea para discutir um assunto tão delicado: os contratos de túneis. Uma discussão que, sem dúvida, acrescentou muito a todos os presentes e à indústria de túneis de maneira geral.

As atividades e os profissionais do CBT também tiveram destaque durante a gestão, por meio da atuação da Equipe de Comunicação do CBT. A série de reportagens "Túneis e Estruturas Subterrâneas – o pensamento e a pesquisa das universidades brasileiras" mostrou a opinião e o trabalho de renomados profissionais que atuam no setor de obras subterrâneas. 

Os entrevistados foram André Assis, professor da UnB e ex-presidente do CBT e da ITA, Sérgio Fontoura, professor da PUC-Rio e ex-presidente do CBT e do CBMR, Antonio Figueiredo, professor da USP, Lineu Ayres da Silva, professor da USP e presidente do CBMR, André Zingano, professor da UFRGS, e Tarcísio Celestino, professor da USP-São Carlos, presidente da ITA e ex-presidente do CBT.

Estamos também mais presentes no Facebook. Com posts frequentes, aumentamos o número de curtidores da fanpage do CBT. Em janeiro de 2017, eram 1.350 seguidores. Hoje esse número já é de 5.595.

As notícias do setor tuneleiro têm chegado à comunidade, desde junho, com novo visual. O tradicional CBT@News está de cara nova desde então. Mais moderno e pronto para ser visualizado de qualquer dispositivo. Nestes dois anos, foram enviadas mais de 30 edições do boletim eletrônico do CBT.

Tudo isso, claro, só foi possível graças ao trabalho em equipe. Agradeço a todos pelo apoio, em especial aos meus colegas de Diretoria e à Vanda, secretária do CBT.

Desejo todo o sucesso a Jairo Pascoal, próximo presidente do Comitê. E fico à disposição do CBT e da comunidade tuneleira.

 

Que 2019 traga prosperidade e muitos túneis!

Boas Festas!

 

Werner Bilfinger

Presidente do CBT